Hyldon

Zondag in Amsterdam

Hyldon participou da ópera rock de “João e Maria” de Odair José | Igor Miranda

 

odair jose Capa

O cantor Odair José gerou polêmica ao lançar, em 1977, o álbum ‘O Filho de José e Maria’. O trabalho, em formato de “ópera popular”, retrata uma espécie de Jesus Cristo contemporâneo, que se envolve com drogas e questiona a própria orientação sexual.

O registro fez com que Odair José fosse excomungado da Igreja Católica em 1978. Polêmicas à parte, o material explora outras facetas do cantor, com influências mais evidentes do rock e ramificações como o folk e o progressivo.

Décadas após seu lançamento original, o selo Polysom, em parceria com a Sony Music, anunciou que o material voltará às lojas. O registro retorna LP de 180 gramas pela coleção “Clássicos em Vinil”.

A reedição de ‘O Filho de José e Maria’ chega às lojas neste mês de novembro, ainda sem data especificada.

O instrumental de “O Filho de José e Maria” é tocado por músicos como Hyldon (guitarra), Robson Jorge (Piano e Fender Rhodes) e o consagrado trio Azymuth – Ivan Conti “Mamão” (bateria), Alexandre Malheiros (baixo) e José Roberto Bertrami (órgão, clarinete e sintetizador ARP String Ensemble). Jaime Alem, que viria a se tornar diretor musical de Maria Bethânia, também completa a lista de guitarristas do repertório. A direção artística ficou por conta de Durval Ferreira e a direção de estúdio foi responsabilidade de Guilherme Araújo.

Ouça aqui

Fonte: Igor Miranda

   

Voltar