Hyldon

As Coisas Simples da Vida

Lua Nova


Hyldon e Sergio Natureza

 
Lua nova
Branquinha como a neve
Flor mais pura do algodão
Lumiou meu céu
Prateou meu mar
Virou pérola
Ave lua
 
Pombinha voa leve
Prenúncio de verão
Desenhou no azul
Entre os prédios um coração
Foi só te ver
Pra redescobrir
Que havia em mim
Um lugar vazio, e
Então eu te escolhi
 
Enluarei foi na tua luz
Que me acendi
Brihou tão forte
E vivo em mim
O sol enfim, amanheci
 
No ônibus ou no metrô
Na barca ou no trem amor
Você irá dentro de mim
Para onde eu for
Nunca diga não pra mim
Lua nova brilha assim
Vamos nós na mesma luz
Juntos no sem fim
 

< Voltar – Letras