Hyldon

As Coisas Simples da Vida

Pista Perigosa


Hyldon e Leo Cavalcanti

 

Vai romper os seus tabus
E aos poucos se revelar
Como uma pessoa bem real
Com virtudes e imperfeições
Incertezas e confusões
Mas com fome de experimentar
 
Aperta o cinto que eu vou te levar
Pista perigosa ainda mais se chover
Essa chuva ácida quer me derreter
Mas eu não minto nem de madrugada
Mingau quente se come pelas beiradas
Mas se queima a língua… estraga o prazer
 
Tudo que é teu aceito
Vejo o lado bom
Não tenho preconceito
Te dou todo o direito
De ter oscilação
Mesmo que perca tempo com esse seu
Vai, vai ,vai , não vai, não vai
Vem, vem, vem não vem, não vem
Vai, vai, vai, não vai, não vai
Vem, vem, vem, não vem, não vem
 

< Voltar – Letras