Hyldon

As Coisas Simples da Vida

Hyldon convida Arnaldo Antunes para seu Baile Black (TROPICALIA.BE)

 

por Daniel Achedjian

Hyldon, 19-06, Sesc Vila Mariana -SP- (foto Daniel Ach.)

 

 

O show começa com um vídeo projetado no telão. A cena se passa no Rio : Hyldon sobe em um táxi. A rádio toca Na Rua, na chuva, na fazenda (1973), o título emblemático do compositor nascido na Bahia em 1951, que migrou muito cedo para Niterói (RJ). Ele pede ao motorista para trocar de música e lhe entrega seu último álbum «Romances Urbanos» (2013). Começa, então, Foi no Baile Black, uma das faixas mais ritmadas do disco , que transporta o táxi até os arcos da Lapa, onde jovens moças se requebram com a música do artista.[…]

 

Após a projeção, no palco do Sesc Vila Mariana, o grupo encadeia em cima do mesmo título para a entrada do “soul man” que veio apresentar seu disco, mas sobretudo, um repertório, que destacou seus sucessos que o coroaram como um dos representantes mais significativos da Black Music brasileira nos anos setenta : Além de Na Rua…, se sucederam Acontecimento, As Dores do mundo, Vamos passear de bicicleta, Sábados e domingo, ou Na Sombra de uma árvore.

Hyldon & Arnaldo Antunes, 19-06, Sesc Vila Mariana -SP- (foto Daniel Ach.)

 
Hyldon , aliás, homenageou outros grandes nomes da mesma tendência musical, os ilustres Cassiano e Tim Maia, retomando Coleção e Primavera, duas baladas assinadas por Cassiano (a segunda imortalizada por Tim) que se fundem perfeitamente no clima de “Romances Urbanos”, dominado por uma atmosfera bastante calma e romântica.

 

Neste último álbum – que dá um novo impulso à sua carreira -, participam das composições Zeca Baleiro, Pedro Luís, Arnaldo Antunes, Céu, Jorge Ailton, Léo Cavalcanti, ou Mano Brown.


Hyldon, 19-06, Sesc Vila Mariana -SP- (foto Daniel Ach.)

 

Para estes shows de 19 e 20 de junho, ele pegaria emprestado de «Romances urbanos» apenas Revanche (Hyldon/ Jorge Ailton), Foi no baile black (Hyldon/ Mano Brown/ Dexter), e 17 beijos (Hyldon/ Antunes), este último em duo com Arnaldo Antunes, que veio participar da festa soul do anfitrião com 6 títulos : A Casa é sua (Antunes/ Ortinho), Música para ouvir (Antunes/ Scandurra), Estão dizendo por aí (Hyldon), Na Rua, na chuva na fazenda e Trato (Hyldon/ Antunes/ Céu), música incluída em “Disco” (2013), último álbum lançado pelo Tribalista.

Hyldon & Arnaldo Antunes, 19-06, Sesc Vila Mariana -SP- (foto Daniel Ach.)

 
Hyldon demonstra ser um cantor bem melhor dentro do clima de uma sala do que em um disco, e, cercado por um grupo mais do que competente, foi difícil ficar sentado em um ambiente de pista de dança. Dá muito bem para imaginar o mesmo show na choperia do Sesc Pompéia, (ou em uma outra sala onde o público permanece em pé), para viver plenamente esta festa de samba rock ou samba soul, durante a qual também houve lugar para algumas músicas lentas boas pra casais namorar…

– Leia Mais

   

Voltar