Hyldon

As Coisas Simples da Vida

Hyldon em voz, violão e emoção (Resenhando)

 

Por Luiz Gomes Otero

Hyldon é seguramente um dos nomes que consolidou o chamado soul brasileiro. Ao lado de Tim Maia e Cassiano, influenciou várias gerações de artistas ao longo das últimas décadas com melodias marcantes e letras simples e diretas. Para comemorar os 40 anos do lançamento de seu álbum de estreia, “Na Rua Na Chuva e Na Fazenda”, ele ousou regravar todas as canções em versões acústicas, praticamente da forma como elas nasceram, ou seja, ao som de um violão de seis cordas.

Antes de surgir como artista solo, Hyldon atuou como guitarrista de Tony Tornado, Wilson Simonal e Tim Maia, além de ser produtor musical de álbuns de Erasmo Carlos, Wanderléa e Odair José. Nomes que atuam hoje na música como Marisa Monte, Jota Quest, Kid Abelha, Mano Brown, Nana Caymmi, Arnaldo Antunes, Zeca Baleiro e Céu, entre outros, estão entre os admiradores de seu trabalho.

Apesar de ousada, a iniciativa deixou claro a riqueza de sua obra. Hitssupremos como “Na Sombra de Uma Árvore”, “Na Rua Na Chuva Na Fazenda” e “As Dores do Mundo” deixam evidentes que são canções perenes, que não perderam o brilho apesar do tempo que passou. E há de se ressaltar que Hyldon também está em forma, cantando bem e tocando o violão com a mesma maestria que tinha nos anos 70.

“Na Sombra de Uma Árvore” é de uma beleza ímpar, com uma mensagem direta e ao mesmo tempo poética já na introdução (“Larga de ser boba e vem comigo/Existe um mundo novo e quero te mostrar…”). E o que dizer da faixa título, que o Kid Abelha regravou com tanto êxito nos anos 90? Um clássico de nosso cancioneiro popular.

“Na Rua Na Chuva Na Fazenda – A Origem” tem o mérito de mostrar e confirmar toda a genialidade de Hyldon. E esperamos que coloque ele em evidência na mídia de uma vez por todas, de preferência, produzindo mais pérolas musicais como essas.

Veja a matéria completa aqui.

   

Voltar