Hyldon

As Coisas Simples da Vida

Justiça autoriza exumação do corpo de Tim Maia para teste de DNA

 

 

Justiça autoriza exumação do corpo de Tim Maia para teste de DNA

Uma jovem de 29 anos quer provar ser filha do compositor, mas os irmãos e o filho legítimo de Tim Maia se opõem ao pedido de exumação dos restos mortais do músico, solicitado pela jovem.

Um nascimento que aconteceu há 29 anos envolveu em uma polêmica um dos nossos maiores cantores: o grande e saudoso Tim Maia. Uma jovem conseguiu na Justiça o direito de exumar o corpo do artista. Ela quer provar, pelo DNA,que é filha de Tim.

Tim Maia morreu há 13 anos. Hoje, a família dele está envolvida em uma briga judicial sobre a investigação de paternidade atribuída ao cantor. De um lado, está uma jovem de 29 anos, que quer provar ser filha do compositor. Do outro lado, os irmãos e o filho legítimo de Tim Maia se opõem ao pedido de exumação dos restos mortais do músico, solicitado pela jovem.

A Justiça autorizou a exumação, que pode vir a confirmar ou não a paternidade, através do exame de DNA feito com o material genético do artista. O processo foi iniciado há dois anos e corre em segredo de Justiça. Ainda não há uma data marcada para a exumação dos restos mortais de Tim Maia.

Os herdeiros do cantor, seus irmãos e o filho, Carmelo Maia, alegaram que eles próprios poderiam fornecer o material para o exame. Eles recorreram contra a decisão inicial da Segunda Vara de Família da Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, que autorizou a exumação. Os parentes de Tim Maia, que não querem dar entrevista, afirmam que o procedimento é constrangedor.

Mas o relator do processo na Justiça, desembargador Guaraci de Campos Vianna, não aceitou o pedido da família e decidiu a favor da suposta filha de Tim Maia. Segundo o desembargador, o exame de DNA mais preciso é a partir da coleta de material do cantor. “A gente tem que esgotar todos os meios de esclarecer a verdade, para que a Justiça não acabe cometendo equívocos que não poderão ser corrigidos futuramente”, explicou.

O desembargador confessa ser fã do artista, mas afirma também que sua decisão não foi baseada em sentimento.

O cantor Hyldon, amigo e parceiro de Tim Maia em várias músicas, diz que ele era um sentimental e chegado à família, apesar de farrista. Segundo Hyldon, se Tim fosse vivo, não haveria nem processo. Ele faria o exame de DNA e, se o resultado desse positivo, ele receberia a filha de coração aberto. “Ele era sentimental e amoroso. Eu acho que ele aceitaria”, disse o cantor e amigo de Tim Maia, Hyldon.

 

Fonte: Globo.com / Bom Dia Brasil

   

Voltar