Hyldon

As Coisas Simples da Vida

Nota na coluna Gente Boa: ‘Tá todo mundo cabreiro’, afirma Hyldon (O Globo – Cléo Guimarães)

 

O compositor Hyldon, que escreve sua biografia, está preocupado. É que, depois da polêmica das biografias não autorizadas, ele tem medo de que impliquem com as histórias que conta em ”Velhos camaradas”. No livro, o autor de ”Na rua, na chuva, na fazenda” narra seus 40 anos de carreira e dá detalhes de sua vida pessoal, como as farras ao lado de amigos como Tim Maia e Raul Seixas.

– Você acha que vão te processar?

Não sei se posso contar coisas envolvendo outras pessoas, mesmo eu estando presente. Tenho histórias com Tim, Raul, Wanderléa, Simonal… Meu medo é de as famílias acharem que é difamação e, no oportunismo, me processarem. Não vou mentir, pô, as histórias acontecem. A gente tem um trabalho danado para escrever e, de repente, tudo pode ser jogado fora que nem no lance do Roberto Carlos.

– Você mudou o nome de uma música em homenagem ao Tim Maia que está no seu novo CD. Por que?

Chamava-se ”Como dizia Tim Maia” e troquei para ”Festa do Síndico” para evitar qualquer confusao. Apesar de ser muito amigo dele, depois dessa polêmica aí, tá todo mundo cabreiro.

 

– Cléo Guimarães

Link da matéria

   

Voltar